Seguidores

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Aves exóticas





O lório arco-íris (Trichoglossus haematodus) é uma espécie de papagaio encontrada na Austrália, leste da Indonésia, Papua Nova Guiné, Nova Caledônia, Ilhas Salomão e Vanuatu. Na Austrália, é comum ao longo da costa leste. Seu habitat natural são florestas tropicais, florestas litorais e outras zonas florestais.
Várias aves tradicionalmente listadas como subespécies do lório arco-íris estão cada vez mais sendo consideradas espécies separadas. Pouca coisa distingue visualmente o macho da fêmea do lório, no entanto, para um observador atento à sua coloração e comportamento, o dimorfismo é facilmente perceptível.











Arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari), também conhecida como Arara Índigo, é um grande papagaio azul brasileiro membro de um grande grupo de papagaios neotropicais conhecido como araras.A espécie foi descrita pela primeira vez por Charles Lucien Bonaparte em 1856. A arara-azul-de-lear tem 70 a 75 cm de comprimento e pesa cerca de 950 g. Suas penas são de um azul metálico com um toque fraco e muitas vezes pouco visível de verde, com uma mancha amarela no bico preto. Esta arara é rara

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails