Seguidores

domingo, 3 de outubro de 2010

Filhotes de Calopsita



Após a eclosão dos ovos os pais se revezam no cuidado e alimentação dos filhotes. Normalmente a fêmea fica com os filhotes. Quando ela sai o macho fica no ninho aguardando o retorno dela para poder sair novamente. Tanto a fêmea quanto o macho alimentam o filhote diretamente no bico. Atentem que nem todos os ovos eclodem, obrigatoriamente. O período de duas semanas é crucial no crescimento dos filhotes. Quanto mais os filhotes receberem alimento diretamente dos pais mais saudáveis eles serão. Quando se quer amansar calopsitas normalmente se retiram os filhotes durante o final deste período . Antes disto há grande chance dos filhotes morrerem. Atualmente tem-se a tendência de tentar amansar calopsitas somente a partir dos três meses de vida. Desta forma garante-se uma maior saúde e longevidade da ave. Embora deva-se evitar ao máximo se mexer em ninhos neste período temos que atentar para dois fatos :

Primeiro : algumas vezes um filhote acaba saindo do ninho propriamente dito, indo para a 'ante-sala' ( onde há a abertura redonda de entrada do ninho ) . Caso o filhote seja novo e fique lá são grandes as chances de sua morte. Filhotes não conseguem gerar o seu próprio calor de forma adequada. Permanecendo na câmara do ninho é aquecido pelos pais e, quando há mais de um filhote, pelo próprio irmão. Nestes casos é interessante uma avaliação adequada e que se tente pôr de volta o filhote na câmara principal.

Segundo : algumas vezes os pais acabam não alimentando os filhotes ou acabam alimentando-os menos do que deveriam. Nestes casos os filhotes podem simplesmente morrer por inanição. Temos também a possibilidade de que, por algum motivo, os pais abandonem o ninho. Em qualquer destes casos se não tomarmos alguma ação os filhotes certamente morrerão. Devemos lembrar, sempre, que calopsitas são aves naturalmente assustadiças. Um grande susto ou grande alteração de seu ambiente de forma repentina pode ocasionar tais abandonos. Nestes casos temos que proceder, nós mesmos, à alimentação deste filhotes.

A alimentação dos filhotes com poucos dias ou semanas de vida deve ser efetuado com cuidado e critério. Atualmente existem, no mercado, diversos alimentos destinados à alimentação de filhotes de aves. Marcas como CC-Albium, Beppler, Alcon têm colocado à disposição do criador alimentos que atendem a este fim. Se possível devemos procurar alimentos voltados a psitacídeos. Nem sempre é possível esta escolha, sobretudo em lugares muito afastados dos grandes centros urbanos ou onde não haja grande saída de produtos para aves. Atualmente a Alcon tem para venda alimentos especialmente voltados para filhotes de psitacídeos, caso das Calopsitas. Junto com as embalagens segue também a forma de preparo dos mesmos.
Via de regra o alimento - em pó - deve ser dissolvido em água morna e servida aos filhotes. Embora filhotes possam aceitar alimentos frios observa-se uma aceitação maior quando a alimentação se dá morna. Os filhotes podem, inicialmente, não aceitar de bom grado este tipo de alimento. Devemos, entretanto, insistir para garantir a vida da ave. Alguns criadores se utilizam de seringas. Enchem-na de alimento e colocam dentro do bico da ave. A Cockatiel Society aconselha que os filhotes sejam primeiramente aquecidos e colocados sobre uma superfície devidamente 'acolchoada' por panos de forma que o filhote possa sentir o mínimo possível de frio.


Fonte do texto e Imagem
http://criadourodigital.blogspot.com/
Fonte: OMNIVERSO

Arara-Azul


Muito tocante a mensagem,no mundo atual,as pessoas acham que se bastam.que ter um bom padrão de vida é suficiente para ser feliz,fechando-se em seu mundinho pobre e mediocre,esquecem de quem está a seu lado.Muitas vezes precisando de uma palavra de carinho compreensão e amor.Ou a burquesia é cega?
Quem sabe...."O Tempo na vida de cada um dê uma luz no final do tunel
!
(Mary Cely)

Imagem do google

Curica-Roxa.



Nome Popular: Curica-roxa
Nome Científico: Pionus fuscus
Peso: 179 a 222g
Tamanho: 26 cm
Expectativa Vida: Aproximadamente 30 anos

Alimentação: Na natureza alimentam-se frutos, sementes, bagas e provavelmente flores. Em cativeiro fornece-se mistura de sementes, frutas, verduras, legumes e ração comercial específica.
Reprodução: Botam geralmente 4 ovos. O período de incubação desses ovos é de 28 dias. A mãe continua no ninho quando os filhotes nascem aquecendo-os e o macho é o responsável por alimentar a fêmea e os filhotes. Esses saem do ninho com 9 a 10 semanas.

Distribuição Geográfica: Do sudeste da Venezuela e Guianas até o nordeste do Brasil e há uma população isolada no extremo norte da Colômbia.
Descrição: Cabeça azul bem escuro com regiões avermelhadas ao redor das narinas. Cobertura auricular preta. Penas das laterais do pescoço margeadas de branco. Dorso marrom escuro e ventre marrom, sendo que as penas podem ter reflexos vermelhos ou azuis. Cauda azul escuro com vermelho nas bases das penas laterais. Bico cinza escuro com amarelo próximo à base da mandíbula superior. Íris marrom e patas cinza. Não há diferenças aparentes entre machos e fêmeas.

http://www.criadouroguaruba.com.br/

Imagem Grande do google
Existem Curicas de diversas cores

Lenda sobre o Rouxinol

Há mais de mil anos, num suntuoso palácio, vivia o imperador da China. À volta do palácio, havia um enorme jardim e uma floresta, de onde se via o mar. Entre as árvores, um rouxinol cantava maravilhosamente. Muitas pessoas iam de longe para ouvi-lo, pois o seu canto dava alegria a todos. Quando a sua fama chegou ao palácio, o iimperador mandou buscá-lo e nomeou-o chefe dos músicos da corte. A partir daí, a vida melhorou no império. Um dia, o imperador do Japão ofereceu ao monarca chinês um rouxinol mecânico, feito de ouro e de pedras preciosas. As pessoas acharam-no maravilhoso e esqueceram o rouxinol da floresta, que era mais vulgar. Desprezado, o rouxinol saiu do palácio. Na Primavera, as pessoas aperceberam-se que o canto do rouxinol mecânico era monótono e não alegrava ninguém. O próprio imperador da China adoeceu. Quando estava quase a morrer, ouviu o canto do rouxinol da floresta, que regressara para o salvar apesar de ter sido injustiçado. O soberano recuperou a saúde e nomeou-o novamente Músico Chefe da Corte. Mas o rouxinol recusou amavelmente a proposta imperial: valia muito mais a sua floresta do que a gaiola de ouro. Todavia, sempre que fosse necessário, poderia voltar ao palácio, transmitindo bem-estar e paz a todos.

Pesquisas e imagem via google

Rouxinol


É uma ave bastante difícil de se ver, canta normalmente escondida. Tem uma plumagem discreta, de cor geral acastanhada e mortiça. Os adultos são castanho avermelhados na parte superior, cor que se funde com tons creme na parte inferior. Os juvenis são mais claros na parte superior e apresentam um escamado na parte inferior. Têm olhos grandes, pretos, realçados por um fino anel branco. A cauda é castanha avermelhada, alongada e arredondada e as patas são longas e robustas. Mede 16-17 cm e pesa de 18-27 gramas.
É uma ave solitária, excetuando na época de reprodução, em que a família se mantém junta até as crias se tornarem autónomas.

O rouxinol é um excelente cantor. Tem um extenso repertório, com trinados fluidos terminando em crescendo. É normalmente ouvido depois do escurecer, sendo um dos poucos pássaros a cantar à noite (em inglês é por isso chamado de nightingale, que significa cantor nocturno), mas também se ouve com frequência durante o dia. Fica quase sempre oculto pela vegetação, embora por vezes o macho se empoleire a descoberto para cantar.

Passa muito tempo no solo em busca de alimento.

Pesquisas via internte
Imagem google

ÁGUIA




Sou independente,
porque tenho coração de águia
e voo com asas de anjo da guarda,
sobreponho-me a ideias fixas,
sobrevivo sobrevoando com o
meu ar de ave de rapina.

Não passo de figurino num elenco meio selvagem,
Nas cenas tanto faço de forte como de frágil,
Com cada dia que amanhece
ganho mais força e coragem,
Nas cenas cortadas, ainda há vestígios de
toda a minha difícil aprendizagem.

Não é fácil sentir desordem em todos os sentimentos,
Quando as peças se soltam, por conseguinte
não se encaixam,
Mas os obstáculos jamais me ultrapassam,
Apesar de sozinha, lutarei contra todos
a favor dos mais belos ideais,
Hoje sou águia, amanhã andorinha, mas caça jamais!

(Carla Costeira)
Imagem de pesquisas do google

Bird Lyra. Video

Este Post é o primeiro do meu blog sobre òrnitologia.
Tentarei divulgar especies de aves em seu territorio natural colocando imagens e sua classificação.
Os que por aqui passarem serão sempre bem vindos.Abraços
(Mary Cely)





Video do You tube

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails