Seguidores

sábado, 30 de abril de 2011

Aconteceu Novamente,Um "Arlequim"Poupa Branco






ACONTECEU NOVAMENTE, UM "ARLEQUIM" POUPA BRANCO!
É normal, nos arlequins, nascerem aves alaranjadas ou amareladas, mesmo sendo filhos de pais variegados, agora o que me parece ser mais raro é o nascimento de aves completamente brancas; pelo menos em todos os blogues e páginas sobre a criação de canários arlequim não vi um único que referisse o nascimento de "arlequins" brancos o que já não acontece relativamente aos alaranjados ou amarelados! Suponho que nascerão também noutros canaris de criadores de arlequins...
Em 2010 aconteceu que de um casal completamente variegado nasceu um filhote com a cor branco dominante, que na altura aqui referi, o qual se veio a revelar uma fêmea; fiquei bastante contente pois iria dar uma ave, para mim, bastante boa para trabalhar o branco no arlequim, apesar de que como tem a cor dominante poderia eventualmente dar-me aves com a cor amarela. Até este momento essa fêmea não colocou um único ovo pelo que, em principio, irei tentar novamente no próximo ano.
O que é curioso é que este ano, de uma postura de quatro ovos, do casal que se vê na última foto, a única ave que nasceu foi... um "arlequim" poupa completamente branco, sendo que o branco deste canário é recessivo.

O filhote em cima do ninho, ladeado pelo pai, à esquerda, e a mãe, à direita.



Se nascesse um canário branco com variegado nada diria neste espaço, até porque seria uma situação totalmente esperada uma vez que ambos os progenitores, sendo variegados, têm bastante branco, mas... um filhote completamente branco! inclusivê na poupa!
Há um adágio popular que refere que "não há uma, sem duas, nem duas sem três"; vamos ver se se confirma o adágio e no próximo ano ou, quem sabe, ainda este ano referirei situação análoga.
By: Armindo Tavares


Com sua licença Sr Armindo mas não poderia deixar de divulgar este posts.
Parabens

http://canariosarlequimportugues.blogspot.com

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails