Seguidores

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Agapornis


Fotografia: Gonçalo Ferreira
Ave: António Loureiro


"Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae
Género: Agapornis
Espécie: A. fischeri
Comprimento: 14 cm
Peso: 50 g (fêmea) e 45 g (macho)
Longevidade: 10 a 15 anos
Origem : norte da Tanzânia

Incubação: 19 a 21 dias

Maturidade: 6 meses a 1 ano

Distribuição:

Norte da Tanzânia

Distinção entre os sexos:

Nesta espécie de ave é muito difícil de saber distinguir o sexo da ave, um dos métodos mais utilizados pelos criadores é o método dos ossos pélvicos da ave que no caso das fêmeas encontram-se mais afastados do que os dos machos.

Eu no meu caso para não restar duvidas quanto ao sexo da ave mando-as sexar.

Características sociais:

Estas aves podem ser criadas em casal ou em grupo, embora possam haver alguns conflitos.

Alojamento:

No meu caso eu crio os meus fischers em casal com as seguintes medidas de gaiola 80 x 50 x 50 (C x L x H), e para quando as crias estão prontas para serem retiradas dos pais coloco-as num gaiola com 1m x 50 x 50 (C x L x H) nestas gaiolas nunca coloco mais que 8 a 10 aves.

Alimentação:

Os fischers devem ter uma alimentação á base de mistura de “periquitos”, que se pode complementar com frutos, e verduras. Durante a época de criação meto também á disposição papa de ovo.

Criação:

Estas aves desde que tenham boas condições e uma boa alimentação mínima não são aves difíceis de criar. Devem ter uma caixa de ninho de 25 x 17 x 17, eu na altura de criação coloco folhas de palmeira na gaiola para elas as acartarem para o ninho para o construírem e moldarem á sua maneira.

Põem entre 3 a 7 ovos que a fêmea choca entre os 19 e 21 dias, as crias têm a plumagem completa ás 6 semanas sendo as crias alimentadas pelos pais mais umas 2 ou 3 semanas.

Mutações:

Nos dias de hoje já se pode encontrar uma grande variedade de colorações destas aves como os azuis, azuis cobalto, violetas, brancos, albinos, pasteis, amarelos, lutinos, sables, edgeds, arlequins entre outras

Dominantes - Arlequim Dominante Slaty

Parcialmente Dominantes - Violeta, Factor escuro e Golden Cherry (Edged, Richard)

Recessiveas - Azul, Ino (lutino/Albino) diluido, Amarelo do Olhos Pretos, Branco de Olhos Pretos, Arlequim Recessivo."

fonte: http://alexjose-aves.webnode.com.pt/agapornis-fischer/
Publicada por Birds Spot - Gonçalo Ferreira


Testo e Imagem do Blog que sigo
http://birds-spot.blogspot.com/

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails