Seguidores

terça-feira, 19 de julho de 2016

Aves raras


Aves raras são registradas por veterinário em Mogi das Cruzes
Entre as espécies estão o bicudinho-do-brejo-paulista e a araponga.
Macuco se deixa observar por quase 30 minutos




Jefferson Renan de Araújo Leite é médico veterinário. Quando não está cuidando dos animais, tem por hábito observá-los e registrá-los com a câmera fotográfica. Aos finais de semana, o morador de Mogi das Cruzes (SP) divide com os amigos o prazer de contemplar a natureza.
Os registros renderam um grupo em uma rede social, onde Jefferson e os colegas compartilham a aventura de avistar novas espécies.
Para o Você no TG, o veterinário enviou as imagens do bicudinho-do-brejo-paulista (Formicivora paludicola), espécie recém-descoberta, mas já criticamente ameaçada, assim como a jacutinga (Aburria jacutinga) e a araponga (Procnias nudicollis), registradas no distrito de Taiaçupeba, em Mogi das Cruzes.
Duas imagens, porém, são especiais para ele: a do macuco (Tinamus solitarius) e a do caburé-acanelado (Aegolius harrisii). “O macuco ficou por quase 30 minutos próximo a mim e mais dois amigos. Deitamos no chão e começamos a fotografá-lo”, explica. “O caburé-acanelado foi flagrado após um acidente com o ninho e três filhotes, o que ocasionou uma mobilização para tentar salvá-los”, conta.






Montagem jefferson (Foto: Jefferson Renan de Araújo Leite )
Macuco, jacutinga, caburé-acanelado e bicudinho-do-brejo-paulista: histórias especiais
Faça como Jefferson Renan de Araújo Leite: 


http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/vc-no-terra-da-gente/noticia/2016/01/aves-raras-sao-registradas-por-veterinario-em-mogi-das-cruzes.html

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails