Seguidores

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Tangarás



Tangará é o nome comum de diversos pássaros da família dos piprídeos, a mesma dos uirapurus e rendeiras. A espécie mais conhecida é o dançador (Chiroxiphia caudata), um tangará de 13cm, corpo azul, asas e cabeça pretas, esta com um topete encarnado no cocuruto, que ocorre em todo o Sudeste brasileiro. A fêmea do dançador, como na maioria das espécies, é verde-escura.

Os tangarás alimentam-se principalmente de frutas, insetos e aranhas. Voam bem, mas em geral não se afastam muito das matas. São polígamos, e a fêmea constrói o ninho e cuida de seus filhotes sozinha. Tece o ninho com fungos, folhas secas, teias de aranha, em geral perto d'água e a uma boa altura do chão. Põe dois ovos, às vezes apenas um, que incuba de 17 a 19 dias, como os demais piprídeos. Nas regiões mais quentes do Brasil, as danças de conquista dos tangarás são executadas quase o ano todo, exceto durante a muda.

O Brasil conta, hoje, com 25 espécies de Tangará, sendo que as da região sul são um pouco maiores que as do norte. Fato que é explicado através da seleção natural, pois é comum que pássaros de regiões frias desenvolvam-se mais que os das regiões quentes.

O tangará vive onde a natureza ainda não depredada.


Ave passeriforme da família dos piprídeos, a mesma do uirapuru, notável pelo colorido da plumagem. A espécie mais conhecida no Brasil é o dançador (Chiroxiphia caudata), de 13cm.

Exuberantes na plumagem, em que o azul, o preto, o vermelho, o verde, o amarelo e o branco surgem em combinações variadas, os tangarás se distinguem pela animada dança pré-nupcial que executam. Vários machos, em presença de uma única fêmea, exibem-se dando pulos, batendo as asas, agachando-se e sapateando. Acompanham com gritos os lances sucessivos desse ritual de conquista.







http://aartedecuidarr.blogspot.com/2009/10/tangara.html

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails