Seguidores

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Cigana








Venezuela - Uma ave que ainda conserva traços evolutivos do Jurássico Superior sobe e mergulha pelos canais das margens do Rio Orinoco, o principal da Venezuela. Desde que nascem, as Ciganas evitam ameaças de qualquer predador com uma eficácia tal que têm conseguido manter a alta população de sua espécie. Como toda ave, ela cumpre um ciclo vital dentro dos ecossistemas aquáticos.

Conhecida no mundo científico como Opisthocomus hoazin, é uma das três espécies de aves que apresentam em suas asas garras parecidas às encontradas no dinossauro Archaeopteryx, fóssil que viveu na Alemanha há 145 milhões de anos, considerado o elo perdido entre répteis e aves.

Outras aves com essas características são o avestruz e o touraco (Touraco erythrolophus). No entanto, a Cigana vive da mesma forma que seu antigo parente: pula, voa e se lança pelos rios onde habita - razão suficiente para impulsar uma campanha de conservação dessa ave tão peculiar do corredor ribeirinho do Orinoco.

maçaricos





Os maçaricos são ratites para que eles tenham um longo, pernas finas esverdeados. A ave cresce até 46 centímetros. Os olhos são grandes e amarelo e bico curto. A parte superior, cabeça e peito são marrom escuro e garganta e barriga são brancos. As sobrancelhas são brancas e cercada com um recurso de linha preta.

Comportamento

Eles andam sozinhos, em pares ou em pequenos grupos soltas. Pelo tamanho de seus olhos pode-se deduzir que as aves são noturnos e normalmente ocupado. Mas eles também podem ser ativo durante o dia. Eles são bons corredores e fazem rápido para curtas distâncias. Elas alimentam-se de uma variedade de materiais orgânicos. Eles tendem a adotar uma posição agachada no chão, a fim de passar despercebida.

Alcraván
Reprodução

Aparentemente raça durante a estação seca. Em um ninho no chão colocar 2 ovos na cor verde-oliva.

Importância

Eles se livrar de matéria orgânica. Status: Amplamente distribuída.

A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails