Seguidores

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

As aves exóticas








As aves exóticas são caracterizadas por espécies raras que não habitam todas as regiões, com isso, para muita gente elas só se tornam conhecidas através de fotos ou mesmo quando são encontrados em zoológicos ou viveiros diversos, ou então chegando em revoadas espontâneas.

Assim, nem seria preciso dizer que a variedade de espécies é muito grande, mas está dito, e entre tantas espécies existem algumas que correm risco de extinção como acontece com a Arara-Azul, também conhecida por Arara Preta ainda encontrada no Mato Grosso no Pantanal, em Goiás, na Bahia, no Pará e também na divisa do Brasil com a Bolívia.

No ano de 1988 a população era estimada em 2500 aves, mas com a criação de algumas reservas ecológicas este número aumentou para pouco mais de 4000 aves em 2010.

Outra ave é o Pavão que graças a sua carne muito dura, ele é criado não para alimento, mas apenas para fins ornamentais, e entre tantas espécies no Brasil, o mais difícil de ser encontrado é o Pavão do Congo, já o mais conhecido é o Pavão Indiano também conhecido por Pavão Real.

Entre as aves exóticas também está a Calopsita, uma ave muito dócil que pode ser criada como animal de estimação.

Mas enfim, espécies exóticas existem de montão, mas é preciso que a humanidade se conscientize e preserve, pois como já citamos muitas espécies já correm sérios riscos de extinção.


http://www.fashiondicas.net/aves-exoticas-beleza-rara/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

..


A Fauna e Suas Belezas !


AVES DO MEU TEMPO

smileys falando

.

.
Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapãoEles não têm pouso nem portoalimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas mãos vazias,no maravilhado espanto de saberes que o alimentodeles já estava em ti... (Mario Quintana) .

.

.
.

...

...
"A renovação (águia de Fogo) Fenix ...devemos aprender com a águia, a ave que voa mais perto do Céu, que vê longe e também tem mais tempo de vida. Ela pode viver até 70 anos! Mas, para chegar a essa idade, ao chegar aos 40 anos, ela precisa tomar uma decisão muito difícil. Devido às suas unhas estarem muito encurvadas, já não consegue mais agarrar suas presas para se alimentar. E seu bico, longo e pontiagudo, fica curvado, voltando-se contra seu peito. As suas penas crescem e se avolumam demais, de forma que suas asas tornam-se pesadas e, assim, fica difícil para ela voar. Para continuar a viver, ela tem de enfrentar um doloroso processo de renovação, o qual dura 150 dias. Ela se dirige a algum lugar próximo a uma parede – onde não necessite voar. Então, começa a bater o bico contra a pedra, até arrancá-lo. Depois, espera até que lhe cresça um bico novo, para que possa desprender suas unhas, uma por uma. Em seguida, espera que estas cresçam, para que possa arrancar as penas. A águia tem de decidir arrancá-los para que estes sejam renovados. Assim, com o bico, as unhas e asas novas, ela pode voar e sobreviver novamente.”
Related Posts with Thumbnails